Estás a fazer isso mal! Anda cá que eu vou ensinar-te como é que isso se faz!

Há uns tempos uma amiga estava a experimentar a sua máquina fotográfica nova. Não estava muito à vontade com a sua grande lente e atrapalhou-se com as mãos. Outra amiga do grupo não se conteve e disse:


“Estás a fazer isso mal! Anda cá que eu vou ensinar-te como é que isso se faz! Pegas na máquina assim, o braço tem que estar por baixo e tens que segurar com segurança…

E ainda acrescentou um comentário parecido com … “não posso quando usam mal estas máquinas fotográficas”!!


Disse isto com um tom bastante afirmativo e sem ter muito cuidado em ferir o orgulho de fotógrafa principiante da outra amiga.


Naquele momento pensei imediatamente. E se fizesse o mesmo com a forma como tu comunicas? E dissesse: “Anda cá que eu vou ensinar-te a comunicar melhor! Primeiro nunca dizes “estás a fazer mal! … depois perguntas se podes ajudar antes de invadires o espaço emocional da outra pessoa.


Enfim… estão a ver a ideia!?


Na verdade, ninguém se importa se alguém se oferecer para lhe ensinar a mudar um pneu, a colocar uma moeda no parquímetro, a encontrar a melhor seguradora, a usar o Excel ou truques de maquilhagem.


Mas … quando se trata de ensinar formas mais adequadas de comunicar, levantamos o sobrolho e, na melhor das hipóteses, pensamos (ou até dizemos) …. “mas quem és tu?”





É por isto que este livro ” Parentalidade Nórdica. O método dinamarquês para educar crianças felizes e bem-sucedidas” foi para mim uma boa surpresa.


Este livro ensina a comunicar! Num contexto muito reduzido é certo – na parentalidade. Mas, ainda assim! É fenomenal!


Esclarece os porquês de alguns comportamentos habituais nas crianças, como estar atento a sinais de preocupação e como comunicar de forma a lidar com esses comportamentos da melhor forma.





A autora, Sofie Munster (dirige a revista Nordic Parenting, disponível apenas em Dinamarquês) sugere três regras muito simples:


  1. Crie uma equipa

  2. Pergunte antes de falar

  3. Mostre-lhe que o que é difícil é melhor do que o que é fácil


Com estas três regras mostra como podemos ajudar os miúdos a lidar melhor com as suas inseguranças, com a pressão de fazerem bem, com a necessidade de controlarem alguns impulsos.



Este livro foi escrito para pais, mas eu diria que pode ser lido por todos e as suas ideias e sugestões usadas com todos para aprendermos e ensinarmos a comunicar melhor.

© 2019 Isabel Lage & Ana Sá | Proudly created with Wix.com