Sobre o esforço e a conversa

– Sinto-me poderosa! – Ei, és mesmo uma exagerada!! – Não percebes que de vez em quando temos que pensar que somos poderosas, senão nunca vamos ser poderosas.”


Tem doze anos, e nunca ouviu falar da Amy Cuddy, nem de coaching, nem de PNL, nem de profecias auto-realizadas.


Tem doze anos, e já percebeu o poder do discurso interno. O poder daquilo que dizemos a nós próprios. O poder daquilo que ouvimos acerca de nós, mesmo que dito com a nossa própria voz.


Só a conversa não é suficiente, é certo. Há ainda a parte do trabalho, e do estudo, e do esforço, e do persistir.


Mas quando ouvimos, repetidamente, “és uma miséria”, “não tens remédio” – quanto esforço é que nos apetecerá fazer?

© 2019 Isabel Lage & Ana Sá | Proudly created with Wix.com