Quando a mãe grita …

“Hoje de manhã, a minha mãe gritou comigo, e eu fiquei desfeito.”














Começa assim esta história pequenina de Jutta Bauer. Uma história que (mesmo devagarinho, que é como deve ser lida) se lê em menos de 2 minutos.


Comprei este livro há uns anos. À cata de livros, peguei neste, comecei a folhear e a ler com a minha filha mais velha ao meu lado (ainda com ela abaixo do meu ombro). Lemos as duas em silêncio e no final, eu com a garganta enrolada, olhei para ela. E sempre em silêncio recebi dela um olhar que dizia “pois!”.


E naquele momento senti na pele como um silêncio ensina mais que um grito.

© 2019 Isabel Lage & Ana Sá | Proudly created with Wix.com