Buscar

Os sentimentos enrodilham

Os sentimentos enrodilham-nos!

Não é essa a intenção deles.

Na verdade, a sua intenção é avisar-nos que algo se alterou à nossa volta (ou eventualmente dentro de nós).

Na verdade, a sua intenção é levar-nos a reagir a essa alteração.


Mas é um facto. Os sentimentos enrodilham-nos porque ficamos ali às voltas com perguntas e mais perguntas.

O que é isto?

Porque é que sinto isto?

De onde é que isto vem?

Como é que faço isto desaparecer?

Que mal é que fiz para estar a sentir isto?

Porque é que isto me acontece?


E porque são muitas perguntas. E porque não conseguimos responder à maior parte delas. Ficamos enrodilhados!


Então e se transformássemos logo o sentimento em ação?

Ficaria mais ou menos assim.


Em vez de “Estou nervosa...”

Seria “Estou aqui a pensar como é que vou organizar-me para ter tempo para estudar o que me falta.”

Ou até

“Estou aqui a pensar o que posso fazer para me acalmar antes do exame.”


Em vez de “Estou chateada com a Maria”

Seria “Estou aqui a pensar como vou fazer para dizer à Maria que não gostei quando ela não esperou por mim de manhã como combinámos”


Em vez de “Estou irritada”

Seria “Estou aqui a pensar como é que vou dizer ao António que ele tem que fazer as tarefas que lhe foram atribuídas no trabalho de grupo”.


A nossa mente parece responder melhor quando temos um plano.

Mesmo que não saibamos logo todos os passos que vamos dar.




© 2019 Isabel Lage & Ana Sá | Proudly created with Wix.com